ANÁLISE DO DESENVOLVIMENTO DO CURSO FIC EM INSTALAÇÕES ELÉTRICAS PREDIAIS DO IFRJ CAMPUS SÃO JOÃO DE MERITI

André Tiago Santos, Alan Tavares Miranda, Alexandre da Silva Barcellos, Daniel Fernandes da Cunha Veras

Resumo


O presente artigo apresenta algumas reflexões acerca do desenvolvimento do Plano Político do Curso Instalações Elétricas Prediais de Baixa Tensão, modalidade Formação Inicial e Continuada, proposto pelo Instituto Federal do Rio de Janeiro para a cidade de São João de Meriti. Neste texto, buscou-se analisar quais seriam os conteúdos mais adequados para a formação pretendida em observância não somente aos aspectos técnicos e interdisciplinares, desta forma, buscou-se atender algumas necessidades de formação mais ampla consonantes com os aspectos socioeconômicos do público alvo. Além disso, foram propostas metodologias de ensino para todas as disciplinas que compõem o curso.


Palavras-chave


Projeto político pedagógico; Instalações Elétricas; Formação Inicial e Continuada.

Texto completo:

PDF

Referências


AMARAL, É. M. H.; ÁVILA, B; ZEDNIK, H; TAROUCO, L. Laboratório Virtual de Aprendizagem: Uma Proposta Taxonômica, Revista Novas Tecnologias na Educação,on-line, Rio Grande do Sul,v. 9, n. 2 2011.Disponivel :https://seer.ufrgs.br/renote/article/view/24821.Acesso: 04/01/2019.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CONSCIENTIZAÇÃO PARA OS PERIGOS DA ELETRICIDADE - ABRACOPEL. Anuário estatístico brasileiro dos acidentes de origem elétrica. Disponível em: < http://a7d4083.contato.site/inscricaoanuario-2018>. Acesso em: 28 dez. 2018.

BRAGA, N. C. O multímetro nas instalações elétricas (EL038). Disponível em: . Acesso em 23 de dez. 2018.

BRAIT, L. F. R., MACEDO, K. M. F., SILVA, F. B., SILVA, M. R., & SOUZA, A. L. R. A relação professor/aluno no processo de ensino e aprendizagem. ItinerariusRefectionis, Jataí, v.8, n.1, 1-15, 2010. . Acesso em 28 de dez. 2018.

BRASIL. Lei nº 8.213, de 24 de julho de 1991, 1991. Disponível em: . Acesso em 14 dez. 2018.

BRASIL. Lei n. 9394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, 1996. Disponível em:. Acesso em: 12 dez. 2018.

BRASIL. Lei n. 11.892, de 29 de dezembro de 2008.

Institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, e dá outras providências Brasília, 2008. Disponível em:. Acesso em: 12 dez. 2018.

BRASIL. Lei n. 12.513, de 26 de outubro de 2011.

Institui o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) Brasília, 2008. Disponível em:. Acesso em: 12 dez. 2018.

CAPUANO, F. G; MARINO, M. A. M. Laboratório de eletricidade e eletrônica. 24. ed. São Paulo: Érica, 2007. 309 p. ISBN 9788571940161.

CAVALCANTE, C. A. A.; COSSI, M. S.; COSTA, R. R. O.; MEDEIROS, S. M.; MENEZES, R. M. P. Análise crítica dos acidentes de trabalho no Brasil. Revista de Atenção à Saúde. São Caetano do Sul, v. 13, n. 44, p. 100-109, 2015. Disponivel em: . Acesso em: 02 de Jan. 2019.

CONSELHO NACIONAL DAS INSTITUIÇÕES DA REDE FEDERAL DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL,CIENTÍFICA E TECNOLOGICA- CONIF. Orçamento 2017 põe em risco funcionamento das instituições da Rede Federal .Disponível em:< http://portal.conif.org.br/br/component/content/article/100-comunicacao/609-orcamento-2017-poe-em-risco-funcionamento-das-instituicoes-da-rede-federal?Itemid=609> Acesso em : 06 de Fev. 2019.

COSTA, L. R.; TOMASI, A. P.N. O canteiro de obras é escola. Formação de qualificação profissional na construção civil. Revista Teoria e Sociedade, n.17, de julho-dezembro de 2009.

COSTA, S; COSTA, A. Perfil dos educandos da primeira turma do curso PROEJA-FIC do Instituto Federal de Santa Catarina, Câmpus Araranguá – SC. Disponível em: . Acesso em 29 de jan. de 2019.

CRUZ, E. D. A.; ROCHA, D. J. M.; MAURICIO, A. B.; ULBRICH, F. S.; BATISTA, J.; MAZIERO, E. C. S. Cultura de segurança entre profissionais de saúde em hospital de ensino. Cogitare Enfermagem, Curitiba, v. 23, n.1, p. 20-29, 2018. Disponivel em : . Acesso em 02 de jan. 2019.

CUSTÓDIO, T. P. A importância do empreendedorismo como estratégia de negócio. 2011 60f. Trabalho de Conclusão de Curso( Administração).Unisalesiano. Lins, SP.

DELIZOICOV, D. Problemas e Problematizações. Disponível em: Acesso em 20 de dez. 2018.

FILHO, W. M; PONTES, J. C. A. de. O Panorama Atual dos Acidentes de Trabalho na Construção: Uma Análise a Partir do Anuário Estatístico da Previdência Social – Triênio 2013 a 2015. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento. Ano 03, Ed. 02, Vol. 04, pp. 19-29, Fevereiro de 2018. ISSN: 2448-0959.

FOLGADO, R. M. Práticas docentes cm cursos de formação inicial e continuada (FIC) do Pronatec. 2015. 141 f Dissertação (Mestrado) - Centro Universitário UNA, Programa de PósGraduação cm Gestão Social, Educação e Desenvolvimento Local. Belo Horizonte.

GOMEZ, C. M.; THEDIM-COSTA, S. M. F. Precarização do trabalho e desproteção social: desafios para a saúde coletiva. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 4, n.2, p. 411-421, 1999. Disponível em:http://www.scielo.br/pdf/csc/v4n2/7123.pdf . Acesso em 05 de jan. de 2019.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Censo 2010. Rio

de Janeiro: IBGE, 2011. Disponível em: . Acesso em 23/10/2017.

LEITE, E. O Fenômeno do Empreendedorismo. Recife: Bagaço, 2000. Disponível em :Acesso em 02 de jan. 2019.

LONGENENECKER,J. G.; MOORE, C. W.; PETTY,J.W. Administração de pequenas empresas: ênfase na gerência empresarial. 1.ed. São Paulo: Makron Books, 1997. 868p. ISBN 8534607060.

LOURENÇO ,S. R. SILVA, T. A. F.; FILHO, S. C. S. Um estudo sobre os efeitos da eletricidade no corpo humano sob a égide da saúde e segurança do trabalho. Exacta. São Paulo, v.5, n.1, p. 135-143, 2007. ISSN: 1678-5428

MENEZES, L.C.M. Gestão de Projetos. 4 ed. São Paulo: Atlas, 2018. 336p. ISBN 978-8597015300.

MORIN, E. M. Os sentidos do trabalho. Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v. 41, n. 3, p. 8-19, 2001.

OLIVEIRA, L. A. C; MIRANDA, E. A. Políticas de Educação Profissional: Algumas reflexões sobre o PRONATEC. IV Colóquio Nacional e I Colóquio Internacional – A produção do conhecimento em educação profissional. Natal, 2017. 10 p.

PACHECO, E. M. Os institutos federais: uma revolução na educação profissional e tecnológica. IFRN, 2010; 28p.ISBN 978-85-89571-68-5.

PICCHI, F. A.; AGOPYAN, V. Sistema da qualidade: uso em empresas de construção de edifícios. 1993. Tese de Doutorado em Engenharia Civil e Urbana - Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, 1993;

PINTO, J. M., Tendência na incidência de acidentes e doenças de trabalho no Brasil: aplicação do filtro Hodrick- -Prescott. Revista Brasileira de Saúde Ocupacional. 2017, vol. 42. Disponível em: . ISSN 0303-7657. Acesso em 22 de jan. 2019.

PPC FIC Eletricista Baixa Tensão – IFRJ, São João de Meriti. 2017

PPC FIC Eletricista Instalador Predial Baixa Tensão – IFPA, Tucuruí. 2013

PPC FIC Eletricista Instalador Predial Baixa Tensão – IFRN, Natal. 2012

PPC FIC Eletricista Predial de Baixa Tensão – IFSC, São Carlos.2015.

ROCHA, E. P. G. O que é etnocentrismo. 11. Ed. São Paulo: Brasiliense, 1994. ISBN 85-11-01124-2.

SEGUNDO, M. S; MARTINS, A. R. Os ataques aos Institutos Federais: a restauração neoliberal radical no governo Temer. Universidade e Sociedade. ANDES-SN. (2018)

SOUZA, M. L. H. de. Avaliação da efetividade dos principais cursos FIC Pronatec do Instituto Federal de Santa Catarina: benchmarking com cursos técnicos de longa duração. 2016. 74 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Gestão Pública) – Universidade de Brasília (UnB). Brasília, 2016.

SOUZA, U. E. L. de. Como Aumentar a eficiência da mão-de-obra: manual de gestão da produtividade na construção. São Paulo: Pini, 2006. 100p. ISBN 9788572661744.

VASCONCELLOS, C. S. Metodologia dialética em sala de aula. Revista de Educação AEC. Brasília, v.21 n.83, p.28-55, 1992.




DOI: https://doi.org/10.21576/pa.2019v17i3.909

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 André Tiago Santos

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Compartilhar igual 4.0 Internacional.