A NECESSIDADE DA EDUCAÇÃO FINANCEIRA no ensino médio VERSUS ingressantes no CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS: Um estudo comparativo de habilidades financeiras

Leonardo Ferreira Bento

Resumo


A Educação Financeira tem sido alvo de muita discussão nos dias atuais, por estar ligada intimamente com a formação do caráter de um indivíduo quando se trata de Finanças e o curso superior dará continuidade nessa formação de caráter, visto que de lá o aluno irá enfrentar o mercado de trabalho e consequentemente os desafios financeiros do cotidiano. Dessa forma, o objetivo deste trabalho é observar as habilidades dos alunos ensino médio de uma escola da rede pública no município de Caparaó – MG e dos alunos ingressantes no curso de graduação em Ciências Contábeis nas Instituições de Ensino Superior presenciais do município de Manhuaçu – MG. A pesquisa descritiva e de caráter quali-quantitativa atinge uma amostragem de 77 alunos, sendo, destes, 30 ingressantes no curso de Ciências Contábeis (2º período) de três instituições de ensino superior presencial no município de Manhuaçu-MG e 47 alunos do Ensino Médio de uma escola da rede pública do município de Caparaó-MG. Através da pesquisa realizada no Ensino Médio, observou-se que um índice muito baixo dos entrevistados possui habilidades financeiras. Diante disto, observou-se através deste comparativo que há uma grande necessidade da implantação da Educação Financeira no Ensino Regular, mais especificamente no Ensino Médio, visto que ela refletirá não somente na vida financeira do indivíduo, mas também no andamento dos conteúdos do curso, no mercado de trabalho, que disporá de profissionais mais preparados, e além disso, incontestavelmente, na economia do país

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.