DISTRIBUIDORAS DE PETRÓLEO NO BRASIL: UM ESTUDO DOS IMPACTOS DO FATURAMENTO NO PERÍODO DA GREVE DE CAMINHONEIROS

Isabela da Costa Mendes

Resumo


O estudo evidenciou quais os reflexos que a greve dos caminheiros ocorrida em maio de 2018, causou no faturamento e resultados das principais distribuidoras de combustíveis do Brasil que são BR Distribuidora (Petrobras), Raizen (Shell) e Ultrapar (Ipiranga), contextualizando o cenário que fez com que a greve fosse desencadeada. O trabalho buscou levantou os dados do balanço patrimonial e dos demonstrativos de resultado das empresas e analisando-os através de índices que medem a rentabilidade e lucratividade além das análises vertical e horizontal do primeiro semestre de 2017, 2018 e 2019, a fim de verificar a movimentação ocorrido período anterior, posterior e durante a greve. Assim a analise visa mensurar se houve ou não prejuízos ou perda de venda com a greve. Os resultados obtidos mostram que as receitas das distribuidoras de combustíveis aumentaram no primeiro semestre de 2018 que foi o período em que ocorreu a greve confrontando um pensamento comum em que as distribuidoras poderiam ter perdido receita. Conclui-se a partir do que foi exposto que os transtornos ocorridos pela greve podem ter sido sentidos por outros setores econômicos e sociais, mais para as distribuidoras foi um fato que melhoraram seu faturamento no período

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.