O USO DA TOXINA BOTULÍNICA PARA TRATAMENTO DA PELE OLEOSA Amanda Dornellas Eler Manhuaçu

Amanda Dornellas Eler

Resumo


A pele oleosa é uma queixa comum entre os pacientes dermatológicos, sendo
provocada pelo aumento de produção e secreção de sebo pelas glândulas sebáceas
da pele. O aumento excessivo de secreção sebácea pode gerar consequências
como a seborreia, os vários graus da acne, hiperplasia sebácea, dermatite
seborreica e hidradenite. Existem inúmeras opções de tratamento para ajudar a
controlar as taxas de excreção sebácea, mas um claro consenso sobre o regime
preferencial ainda não foi descrito. Cada opção terapêutica vem com suas próprias
vantagens e desvantagens inerentes que devem ser discutidas com os pacientes,
encaixando-a às necessidades de cada caso. A toxina botulínica do tipo A
demonstra vantagens na utilização para tratamento da pele oleosa e prevenção de
suas consequências, tendo menores efeitos adversos do que as demais terapias
comumente utilizadas, e revela ter boa eficácia. O método de estudo descritivo foi
estabelecido para a elaboração deste trabalho, sendo consultados materiais
bibliográficos, dentre eles, relatos de caso, artigos de revisão, artigos científicos,
guidelines, estudos randomizados


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.