SÍNDROME DA MEDULA ANCORADA - RELATO DE CASO

Kennet Anderson dos Santos Alvarenga

Resumo


síndrome da medula ancorada decorre de uma fixação anômala da medula e possui caráter progressivo e a clínica se dá por alterações ortopédicas, esfincterianas e sobretudo neurológicas. Relata-se caso de paciente com síndrome da medula ancorada com queixa de lombociatalgia com irradiação para os membros inferiores e dificuldade importante de deambular, realizou-se ressonância magnética de coluna lombossacral, sendo constato o estiramento do filo terminal, sob assistência do serviço de neurocirurgia do Hospital César Leite de Manhuaçu, foi indicado cirurgia devido a piora motora e dor crônica. Submetida a cirurgia para a liberação do cone medular, paciente evoluiu com abolição da dor e melhora da deambulação, recebendo alta após 48 horas da cirurgia. Discute-se esta patologia por meio do quadro clinico, etiopatogênia, exames de imagem e terapêutica. Conclui-se que o tratamento cirúrgico da síndrome da medula ancorada recomendado pela equipe de neurocirurgia mostrou-se eficaz para a melhora clínica da paciente, principalmente a recuperação funcional da marcha e das queixas sensitivas

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.