BRONQUIOLITE VIRAL AGUDA: UMA REVISÃO DE LITERATURA

Lorena Teixeira Dantas

Resumo


bronquiolite viral aguda é a infecção respiratória baixa de maior prevalência em lactentes e crianças até o segundo ano de vida. Apresenta-se com hiperinsulflação dos pulmões, dispneia e sibilos. Tem como principal agente etiológico o Vírus Sincicial Respiratório. O objetivo deste trabalho foi evidenciar os principais aspectos clínicos da bronquiolite viral aguda, uma vez que são constantes os casos na prática médica. Foi conduzida uma busca de trabalhos acerca do tema, sendo selecionados os artigos de maior relevância para este estudo. Na patogênese da bronquiolite ocorre um processo inflamatório agudo dos bronquíolos, causando broncoespasmo. Fatores de risco modificáveis podem alterar o curso da doença. O diagnóstico da bronquiolite viral aguda é clínico. A radiografia de tórax é solicitada para excluir diagnósticos diferenciais. O tratamento consiste em oxigenoterapia para manter a saturação de oxigênio maior que 92% e uma hidratação efetiva. Conclui-se que a bronquiolite viral aguda é uma afecção que atinge neonatos e crianças, podendo levar à morte. O diagnóstico precoce e a intervenção sobre os fatores de risco modificáveis são essenciais para a melhoria dos resultados

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.