NEVUS MELANOCÍTICO CONGÊNITO GIGANTE: A IMPORTÂNCIA DO DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO

Tatiana Grolla Guimarães

Resumo


Os Nevus melanocíticos congênitos gigantes são lesões benignas relativamente raras, pigmentadas, com diâmetro de mais de 20 centímetros, que estão presentes desde o nascimento. São ocasionadas pelo acúmulo de células melanocíticas e apresentam um risco elevado de complicações, além de aumentar o risco de desenvolvimento de melanoma cutâneo. O presente trabalho é uma revisão bibliográfica de literatura que tem como objetivo informar a epidemiologia, patogênese e classificação do nevus, descrever características da lesão, alertar sobre suas possíveis complicações e orientar sobre a importância de um tratamento e acompanhamento adequado. Além de mostrar a importância de um diagnóstico precoce e da orientação dos pais das crianças afetadas em relação a tratar não só sua aparência bizarra, mas suas complicações , além de evitar possíveis risco de transformações malignas.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.