IMPACTOS SOCIOAMBIENTAIS OCASIONADOS PELO CRESCIMENTO ESPONTÂNEO: UM ESTUDO DA CIDADE DE MANHUAÇU-MG

Joelma Aparecida Araujo, Fernanda Cota Trindade

Resumo


O presente artigo pretende debater questões acerca do crescimento espontâneo e acelerado da cidade de Manhuaçu-MG, que assim como grande parte dos municípios brasileiros se expandiu sem um planejamento adequado, sentindo hoje os efeitos desse processo e buscando formas para amenizar a segregação socioespacial decorrente da urbanização. O planejamento urbano busca controlar e orientar o desenvolvimento da cidade, aliado as legislações federais como a Lei 6766/1979, o Código Florestal e o Estatuto da Cidade, bem como legislações municipais, tendo como principal frente o Plano Diretor, que é indispensável para manutenção e organização do ambiente urbano. Para tal, a pesquisa terá como base a exploração documental e bibliográfica, afim de relacionar os problemas identificados com as formas de expansão. Conclui-se que a partir da identificação dos impactos sociais, ambientais e da compreensão dos processos na cidade é possível a busca por políticas públicas eficazes aliadas a um planejamento urbano apropriado e que interesses políticos e econômicos mantem o plano diretor do município de Manhuaçu em processo de aprovação até os dias atuais.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.