ANÁLISE PARASITOLÓGICA EM ALFACES (Lactuca sativa var. crispa) COMERCIALIZADAS EM RESTAURANTES

Bianca Albuquerque Ruiz, Davi Victor, Jorge Henrique Bittar de Moraes Alexandrino Nogueira, Richard Ferreira Nascimento, Thales Rodrigues, Juliana Santiago Silva

Resumo


Devido à grande procura por hortaliças de qualidade, o consumo dessas in natura (cruas), podem representar uma importante via de contaminação de parasitoses intestinais, pois as mesmas estão associadas a infecções por ingesta de água e alimentos contaminados por ovos, larvas, cistos e oocistos. Este estudo teve por objetivo analisar a incidência de estruturas parasitárias em hortaliças comercializadas em restaurantes e ratificar junto aos restaurantes as etapas de higienização. Foram coletadas 9 amostras de alface consumidas in natura, recolhidas de restaurantes no período do almoço, sendo todas analisadas em microscópio óptico. Ainda houve distribuição de cartilhas da ANVISA, referentes a manipulação adequada dos alimentos, nesses estabelecimentos. Não foram detectados a presença de parasitas nas amostras analisadas. Todas as amostras analisadas não estavam contaminadas por protozoários ou helmintos, sendo este um indicativo de provável eficiência da higienização da hortaliça analisada. 

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, E. G. L.; GUIMARÃES, A. M.; FIGUEIREDO, H. C. P.; COSTA, G. M. Parasitas intestinais em hortaliças comercializadas em lavras, Minas Gerais. Revista de Patologia Tropical, Goiana, v. 36, n.5, p. 621-623, 2003.

AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA. Cartilha sobre boas práticas para serviços de alimentação. 2. ed. Brasília, 2004 Disponível em: . Acesso em: 23 Junho de 2019.

ESTANISLAU, A.; FLORINDO, F.; VIDAL, L. Incidência de estruturas parasitárias em hortaliças herbáceas comercializadas. Manhuaçu, 2017. 25 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Ciências Biológicas) – Faculdade do Futuro.

FALAVIGNA, L. M.; FREITAS, C. B. R.; MELO, G.C.; NISHI, L.; ARAÚJO S.M.; FALAVIGNA-GUILHERME, A. L. Qualidade de hortaliças comercializadas no noroeste do Paraná, Brasil. Parasitol latinoam, Santiago v. 60, n.3-4, p. 144-149, 2005.

FAUST, E. C.; SAWITZ, W.; TOBIE J.; ODOM, V.; PERES C.; LINCICOME, D. R. Comparative efficiency of various technics for the diagnosis of protozoa and helminths in feces. Journal of Parasitology, v.25, p. 241-162, 1939.

FERRO, J. J. B.; COSTA-CRUZ, J. M.; BARCELOS, I. S. C. Avaliação parasitológica de alfaces (Lactuca sativa) comercializadas no município de Tangará da Serra, Mato Grosso, Brasil. Revista de Patologia Tropical, v. 41, n. 1, p. 47-54, 2012.

FREITAS A. A.; KWIATKOWSKI A.; COUTINHO S.N.; SIMONELLI S. M.; SANGIONI L. A.; Avaliação parasitológica de alfaces (Lactuva sativa) comercializadas em feiras livres e supermercados do município de Campo Mourão, Estado do Paraná. Acta Scientiarum. Biological Sciences, v. 26, n. 4, p. 381-384, 2004.

GUILHERME A. L. F.; ARAÚJO S. M.; FALAVIGNA D. L. M.; PUPULIM A. R.; DIAS M. L.; OLIVEIRA H. S. Prevalência de enteroparasitas em horticultores e hortaliças da Feira de Maringá, Paraná. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, v. 32, p. 405-411, 1999.

MESQUITA V. C. L.; SERRA M. B.; BASTOS O. M. P.; UCHÔA C. M. A.; Contaminação por enteroparasitas em hortaliças comercializadas nas cidades de Niterói e Rio de Janeiro, Brasil. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, v. 32, p. 363-366, 1999.

MOTA, C. C. S. et al. Condições Higiênico Sanitárias de Hortaliças Comercializadas em Curitiba, Paraná, Brasil. In: Programa e Resumos VI Congresso Brasileiro de Ciência e Tecnologia de Alimentos, Brasília, p. 125, 1983.

NEVES, David Pereira. Parasitologia humana. 13. ed. São Paulo: Atheneu, 2016.

OLIVEIRA, C. A. F. & GERMANO, P. M. L. Estudo da Ocorrência de Enteroparasitas em Hortaliças Comercializadas na Região Metropolitana de São Paulo, SP, Brasil. Revista Saúde Pública, v. 26, n. 4, p. 332-335, ago. 1992.

QUADROS, R. M.; MARQUES, S. M. T.; FAVARO, D. A.; PESSOA, V. B.; ARRUDA, A. A. R.; SANTINI, J. Parasitos em alfaces (Lactuca sativa) de mercados e feiras livres de Lages - Santa Catarina. Revista Ciência e Saúde, v. 1, n. 2, p. 78-84, 2008.

SANTANA L. R.; CARVALHO R. D. S.; LEITE C. C. L.; ALCÂNTARA L. M.; OLIVEIRA TWS, RODRIGUES BM Qualidade física, microbiológica e parasitológica de alfaces (Lactuca sativa) de diferentes sistemas de cultivo. Ciência e Tecnologia de Alimentos, v. 26, n. 2, p. 264-269, 2006.

SARAIVA N.; BALLESTERO L. G. B.; POVÊA A. M.; ANIBAL F. F.; Incidência da contaminação parasitária em alfaces nos municípios de Araraquara (SP) e São Carlos (SP). Ver Uniara, v. 16, p. 213-218, 2005.

SILVA C. G. M.; OLIVEIRA, A. M.; STAMFORD, T. L. M.; Enteroparasitas em Vegetais: Uma Revisão. Revista Higiene Alimentar, v. 17, n. 109, p. 13-18, jun. 2003.

SILVA C. G. M.; ANDRADE S. A. C.; STAMFORD T. L. M.; Ocorrência de Cryptosporidium ssp. E outros parasitas em hortaliças consumidas in natura no Recife, Brazil. Ciência Saúde Coletiva, v. 10, p. 63-69, 2005.

SOARES B.; CANTOS G. A.; Qualidade parasitológica e condições higiênicosanitárias de hortaliças comercializadas na cidade de Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. Revista Brasileira de Epidemiologia, v. 8, n. 4, p. 377-384, 2005.

ROBERTSON, L. J.; GERDE, B.; Isolation and Enumeration of Giardia Cysts, Cryptosporidium Oocysts and Ascaris Eggs From Fruits and Vegetables. Journal of Food Protection, USA, v. 63, n°6, p. 775-778, 2000.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.