IMPACTO DO TRATAMENTO ADEQUADO DE HEPATITE B COMO FATOR PROGNÓSTICO: RELATO DE CASO

Pedro Bernardo Veloso Fonseca, Bruna Aurich kunzendorff, Bruna Moreira Nicoli, Fernanda Alves Luz, Henrique Santos Fernandes, Matheus Ferreira Almeida

Resumo


A hepatite B crônica é uma doença bem presente no cenário atual. Existem no mundo cerca de 240 milhões de pessoas infectadas. O prognóstico é variável, podendo cursar desde uma evolução benigna, até a complicações como cirrose e hepatocarcinoma hepático. Os métodos diagnósticos disponíveis são por meio da sorologia. O tratamento baseia-se no acompanhamento do paciente e em terapia farmacológica, incluindo o interferon- α2b e peg-interferon-α2a, e os análogos de nucleosídeos e nucleotídeos, como a lamivudina, tenofovir e o adefovir dipivoxil, por exemplo. Este trabalho apresenta um relato de caso de um paciente portador de Hepatite B, com evolução favorável e bom prognóstico, devido ao correto uso das medidas terapêuticas instituídas. Dessa forma, elucida o fato de que quando diagnosticada precocemente e tratada de maneira correta, a Hepatite B pode cursar sem complicações e sem impactar na qualidade de vida do paciente.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVARIZ, R.C. Hepatite crônica pelo vírus B (HBV). Rev. Hosp. Uni. Pedro Ernesto, 2006; 5(1): 16-35

FERREIRA, M.S. Diagnóstico e tratamento da hepatite B. Rev. da Soc. Bra. de Medicina Tropical, 2000; 4(33): 389-400.

FERREIRA, M.S; BORGES, A.S. Avanços no tratamento da hepatite pelo vírus B. Rev. da Soc. Bra. de Medicina Tropical, 2007; 40(4): 451-462.

FONSECA, J.C.F. História natural da hepatite crônica B. Rev. Soc. Bras. Med. Trop., 2007 Dez; 40(6): 672-677.

GERHARDT, T.E; SILVEIRA, D.T. Métodos de pesquisa. Rio Grande do Sul: UFRGS, 2009

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2007.

LOPES, T.G.S.L; SCHINONI, M.I. Aspectos gerais da hepatite B. Rev. de Cienc. Med. e biol., 2011; 10(3): 337-344.

MINISTÉRIO DA SAÚDE - SECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE. Hepatites virais, 2007; 409-434.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. ABCDE do diagnóstico para as hepatites virais: Série A. Normas e Manuais Técnicos, 2009.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas para Hepatite B e coinfecções, 2017.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Secretaria de Atenção à Saúde. Imunizações, 2007 Dez.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE HEPATOLOGIA. Consenso sobre condutas nas hepatites virais B e C, 2005. Ago 27.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE INFECTOLOGIA. Hepatites Virais Crônicas: Diagnóstico E Tratamento Atual. Tratamento hoje, 2003; 4: 1-4


Apontamentos

  • Não há apontamentos.