CONDIÇÕES SENSÍVEIS À ATENÇÃO PRIMÁRIA NA UNIDADE DE PRONTO ATENDIMENTO DE MANHUAÇU/ MG: IMPACTO NO SERVIÇO DE SAÚDE PÚBLICA E FATORES PREDISPONENTES

Larissa Gabrielle Rodrigues, Tatiana Vascques Camelo dos Santos

Resumo


Resumo: O Sistema Único de Saúde (SUS) no Brasil foi criado com o objetivo de fornecer assistência integral à saúde através da Estratégia de Saúde da família (ESF), e para avaliar a qualidade desse setor foi desenvolvido um método qualificativo definido por Internações por Condições Sensíveis à Atenção Primária. O presente trabalho tem como objetivo analisar os fatores correlacionados às condições sensíveis à atenção primária na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Manhuaçu/MG através de um estudo quantitativo e qualitativo descritivo que visa quantificar os casos que deveriam ser direcionados às ESFs e as variáveis correlacionadas por meio de questionários. Com isso, identificou-se uma predominância entre usuários18 a 25 anos de idade (29,14%); com relação à escolaridade, 75 casos (42,85%) tinham ensino fundamental incompleto; a taxa de condições sensíveis à atenção primária foi de 81,14%. Portanto devem ser propostas ações que visam melhorar a qualidade e resolutividade dos serviços prestados na atenção primária à saúde, com enfoque na resolutividade, atendimento integral à saúde e longitunalidade do cuidado, juntamente com projetos que visem educação em saúde com os usuários.  


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.