CRIANÇAS E ADOLESCENTES EM SITUAÇÃO DE VULNERABILIDADE SOCIAL: ANÁLISE DA QUALIDADE DO ESPAÇO DE ACOLHIMENTO EM ABRE CAMPO – MG

Samara Macedo

Resumo


presente artigo trata do cenário vulnerável em que vivem as crianças e os adolescentes no âmbito social e sobre a condição do espaço físico e logística da instituição que acolhe os menores no município abre-campense. Diante disso, o objetivo da pesquisa é avaliar a qualidade e importância do ambiente acolhedor adequado e sua interferência no desenvolvimento, adaptação e pertencimento do público infanto-juvenil institucionalizado. A investigação foi realizada por meio de revisões bibliográficas, que permitiram a identificação das principais causas que levam os menores a uma entidade de acolhimento, o processo de acolhimento em si, e avaliação do espaço mediante ao estudo de caso executado in loco, na instituição existente na cidade de Abre Campo. A construção de dados reais sobre a vulnerabilidade presente na cidade, se deu por meio de entrevistas a órgãos que desempenham trabalhos sociais no município. Com o resultado foi possível perceber que instituições de acolhimentos infanto-juvenis devem ser planejadas de forma personalizada e conter uma estrutura compatível para receber esse público fragilizado. Sendo assim, a rotina, qualidade de vida, saúde física e psicológica seriam afetadas positivamente e o conceito de lar seria reestabelecido na vivência dos menores.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.