O USO DO ULTRASSOM NA REMOÇÃO DE PINOS DE FIBRA DE VIDRO: VANTAGENS E DESVANTAGENS

Adrian Carlos Nunes Saleme Brêtas Oliveira Silva

Resumo


O uso do aparelho ultrassônico como instrumento endodôntico na remoção de retentores intrarradiculares tem se destacado pelas inúmeras vantagens apresentadas, entre elas, agilidade e praticidade. O estudo tem por objetivo investigar na literatura especializada as vantagens e desvantagens do uso de ultrassom na remoção de pinos de fibra de vidro. O mesmo justifica-se pelo fato de que é importante identificar uma técnica que requer a mínima remoção de estrutura dentária, com baixo risco de fraturas e perfurações, devendo ser simples e de rápida execução. O desenvolvimento do artigo trata-se de uma pesquisa descritiva de caráter qualitativo e o método utilizado foi à revisão literária e bibliográfica. Os dados foram obtidos através de pesquisas em Scielo, Bireme, Lilacs, Pepsic, Medline em idiomas português e inglês, compreendendo textos publicados no período de 2002 a 2020. Os resultados obtidos demonstram que o uso de ultrassom em remoção de retentores intrarradiculares é um avanço, apesar de apresentar algumas desvantagens. Dentre as principais vantagens, se destacam a menor perda de estrutura dentária, economia de tempo, risco mínimo de perfuração ou fratura radicular e facilidade de aplicação em qualquer ponto. Concluímos que a conciliação do processo de remoção de pinos de fibras de vidro com dispositivos ultrassônicos sugere vantagens expressivas em relação a outros dispositivos existentes que concorrem para o mesmo fim.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.